A estranha morte do Prof. Antena
- Mário de Sá-Carneiro (2007)
Brochura, miolo em papel pólen bold 90gr, 58págs.
Formato: 20x12,5cm. 2a. edição.
Tiragem de 50 exemplares.
Coleção Nimbus-02. - Grafia: português de Portugal.

R$ 10,00 (+ R$ 5,00 - registro módico)

Eis aqui duas novelas exemplares do luso-egocêntrico, em que verdade e imaginação se mesclam e se anulam, como em dias de névoa a montanha e a floresta, o caminho e o rio... Filho legítimo do fim-de-século europeu, Sá-Carneiro, como tantos outros, traz a lógica científica e filosófica para a literatura, não para teorizar, mas para expandir inda mais a imaginação, oscilante entre ficção científica e nefelibatismo.
Mário de Sá-Carneiro nasceu em Lisboa em 1890; estudou e viveu em Paris por vários anos; colaborou na revista literária portuguesa Orfeu. Entre seus escritos destaca-se a novela A confissão de Lúcio, obra-prima do Simbolismo português. Suicidou-se tomando “cinco frascos de arseniato de estricnina”, aos 26 anos, em abril de 1916. [Camilo Prado].
[Novelas: A estranha morte do prof. Antena seguida de O homem dos sonhos.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nephelibatas em movimento