Alguns poetas do hospicio - João do Rio (2007)
Brochura, miolo em papel pólen bold 90gr, 54págs.
Formato: 20x12,5cm. 2a. edição.
Tiragem de 50 exemplares.
A presente edição segue a ortografia do português da época (1909).

R$ 10,00 (+ R$ 6,00 - registro módico)

"João do Rio (1881-1921) viveu e vivenciou seu lugar e seu tempo, o Rio de Janeiro dos primeiros anos do século XX, então capital do Brasil. Dele fez-se um cronista único, não apenas pelos temas de sua pena, mas também pelo seu estilo humorístico, sarcástico e, às vezes, cínico. Escreveu além de crônicas (Jornal de VerãoCinematographoSnobismos), contos (Dentro da Noite), ensaios (As Religiões no RioO Momento Literário) e uma peça (Última Noite). Suas traduções de Oscar Wilde ainda hoje são elogiadas e publicadas.
Nesta seleção do Cinematographo, publicado pela primeira vez em 1909, o leitor poderá constatar a atualíssima pena do cronista em A policia de costumes, considerar sua maestria literária em A casa dos milagres, reconsiderar os andarilhos em Chuva de land-trotters e rir com Alguns poetas do hospicio... " [Camilo Prado].
[Crônicas: A policia de costumes/ A Casa dos Milagres/ Chuva de land-trotters/ No paiz dos Genios/ Alguns poetas do hospicio].

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Nephelibatas em movimento