Um cavaleiro no céu - Ambrose Bierce (2011)
Brochura, miolo em papel pólen bold 90gr, 74págs.
Formato: 20x12,5cm.
Tiragem de 50 exemplares.
Tradução de Renato Suttana.

R$ 10,00 (+ R$ 6,00 - registro módico)

Ambrose Bierce (1842-191?), na maior parte de seus contos de horror, segue os passos do gato negro de Allan Poe (1809-1849) e certa ambientação familiar semelhante à de Nathaniel Hawthorne (1804-1864), aquela do americano médio – com a grande diferença de estar muito longe do puritanismo deste último. Em seus contos – de horror, suspense ou simplesmente estranhos – o lado mais negro e mórbido do ser humano caminha ao lado do risível e da estupidez. O que leva sua obra a ser por vezes classificada de “humor-negro”, de “sardônica”, ou mesmo de “satírica”.
Os clássicos elementos do fantástico nele se misturam a um realismo exacerbado e cruel. Suas formas narrativas são múltiplas, as perspectivas às vezes são paralelas, como no primeiro conto aqui selecionado, ou são tripla, como em A estrada ao luar. Muitas vezes o leitor é surpreendido no fim ou mesmo a meio caminho da história, e só ali é que perceberá a maestria de sua forma.

Leia o prefácio completo aqui.

Contos:
Um cavaleiro no céu; O dedo médio do pé direito; Numa noite de verão; O estranho; A estrada ao luar.

Renato Suttana (1966) é professor da Universidade Federal da Grande Dourados e autor dos livros Visita do fantasma na noite (2002), O livro da noite (2005), João Cabral de Melo Neto: o poeta e a voz da modernidade (2005), Bichos (2005), Uma poética do deslimite: poema e imagem na obra de Manoel de Barros (2009), Fim do verão (2009), Bicicletas (2010) e Qualquer um (2010), além de outros editados em formato eletrônico na internet. Tem traduzido para o português contistas e poetas de língua inglesa e espanhola


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Nephelibatas em movimento